Redes Sociais

Reflexão

Desculpe o transtorno, mas preciso falar sobre a minha depressão

03 de outubro de 2016
Voltar
Imagem de Reflexão

  Bom dia, sei que esse não é o objetivo do blog, mas senti a necessidade de dividir com vocês algo muito importante sobre minha vida. Talvez isso não faça diferença na sua vida, mas  talvez te ajude a entender alguém que está ao seu lado passando pela mesma coisa.

 Tudo começou na adolescência que por motivos muito particulares me levaram a entrar em uma  depressão. O que eu não sabia é que ela se arrastaria por muito tempo. Normalmente eu não consigo explicar, é muito difícil explicar um vazio. 

 Como se não bastasse, ao longo dos anos, ela trouxe a ansiedade, o pânico, o medo da vida. É  como se o mundo fosse grande demais pra mim, é como se alguém pegasse o meu coração e apertasse com  tanta força que o choro se torna inevitável. Nada é motivador, você perde a vontade de estudar,  de trabalhar, de viver, por mais que eu tente pensar positivo é muito difícil.Você pensa em morrer, você pensa em sumir, a única vontade que se sente é de dormir. O corpo fica pesado, cansado. 

 Quando ela vai embora, me sinto aliviada, me sinto com força para enfrentar o mundo  novamente, consigo respirar um pouco, o coração fica calmo e tecnicamente tudo volta ao normal.  Só que ela é silenciosa, ela vai embora depois volta e quando assusto minhas mãos já estão suando, minha respiração está mudando, meu corpo  começa a ficar estranho e vem uma sensação terrível de morte. Então eu penso: que droga! ela voltou e tudo começa novamente. 

Família quando eu não compareço as festas é porque não tenho força e não porque eu não quero. Pareço estar feliz, tudo parece estar muito bem, mas não está. Só não queria expor meus medos e dores para todos. Quando por algum motivo parecer grossa é porque eu não estou sabendo lidar com meus sentimentos. Me desculpe. 

Amigo, por favor, não me julgue, não ache que sou uma péssima amiga, não pense que sou desleixada e muito menos orgulhosa quanto a nossa amizade. Desculpe não lhe procurar sempre,eu só não sei mais lidar com minha própria vida, então talvez eu não consiga ajudar a resolver a sua. Amigo, eu só preciso de um abraço, preciso que me ajude. Amigo eu realmente estou caindo em um abismo em queda livre e se não puder entender, eu vou compreender, não quero parecer egoísta quanto as suas dores, só não me julgue! 

 Não é ferscura, não é falta de força de vontade, não é algo que eu consiga controlar. Acredite, eu luto e muito. É muito difícil vestir uma máscara todos os dias e parecer normal. É muito complicado fingir que está tudo bem! 

"As pessoas a sua volta estão enfrentando batalhas que você não faz a mínima ideia, então seja gentil sempre! " 

beijos Amanda